Covid-19: Depois de ser criticada Rede hoteleira IU recua e disponibiliza 180 quartos

0

Um total de 180 quartos da rede hoteleira estão disponíveis para quarentena institucional do Covid-19, refere uma nota de imprensa da cadeia de hotéis a que o Jornal de Angola teve acesso.

Os quartos, foram disponibilizados depois da rede de hotéis ter recusado colocar em quarentena cidadãos vindos de Lisboa, Portugal, localizados em três edifícios vagos e isolados, em Viana e Cacuaco. Em nota de imprensa, assinada pelo presidente do Conselho de Administração do grupo, Carlos Manuel de São Vicente, a cadeia hoteleira apresenta desculpas “transtorno causado” pela não disponibilidade imediata dos quartos para alojar as pessoas de quarentena do Covid-19, no passado Sábado, dia 21 de Março de 2020.

“Na referida data, tínhamos hóspedes alojados no IU Hotel de Talatona, Viana e Cacuaco e julgamos prudente não misturar com pessoas em quarentena do Covid-19, por não termos um único edifício vago e isolado”, justifica o documento. No domingo, 22 de Março, refere a nota, foi colocado à disposição um edifício vago e isolado, com 60 quartos, em Caxito, mas não foi aceite por ser longe e fora de Luanda. “Cada edifício do IU Hotel tem a capacidade de 60 quartos, mas nem todos os edifícios concluídos estão disponíveis por não estarem ainda inteiramente apetrechados, em consequência das dificuldades actuais de importação de equipamentos e bens diversos”, lê-se na nota.

Fonte:JA/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: