Vítimas das calemas estão a ser realojadas

0
Mais de 300 famílias que vivem em cubatas de chapa e de madeira, à beira da praia, no município da Barra do Dande, estão a ser realojadas para zonas seguras pela Administração local, devido as calemas que se têm intensificado nos últimos dias.

As populações visadas receberam a visita de uma comissão intersectorial, integrada por membros da Protecção Civil e Bombeiros, Polícia Nacional e das administraçções comunal e municipal da Barra do Dande.

A administradora municipal da localidade, Anastácia de Vasconcelos, assegurou que “algumas famílias já estão a receber terrenos e materiais para construírem residências na área onde estão a ser realojadas.

Segundo Anastácia Vasconcelos, apenas 194, das 300 famílias que vivem à beira da praia, foram cadastradas pela Administração local. “São apenas as 194 famílias que vão receber terrenos e materiais de construção para serem realojadas, pois as outras que vivem no local têm condição de vida razoável e podem construir as suas próprias casas”, disse a responsável.

A administradora afirmou que as famílias que não foram cadastradas são provenientes de outras localidades, que por motivos comerciais instalaram-se no local. “Estamos a ter o todo cuidado ao atribuir terrenos e materiais de construção, visto que muita gente que vive naquela zona não é de lá, é negociante que se instalaou no local por ser uma zoma de negócio, daí que não deve reclamar por realojamento”, esclareceu.

“Portanto”, a crescentou, “estamos a ter este factor em conta para não prejudicarmos os que sempre fizeram a vida naquele local e que necessitam realmnente de ajuda das autoridades locais ”.

Fonte: JA/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: