Vem aí uma vacina de vírus contra o cancro

0

O National Cancer Institute criou um fundo de 2,4 milhões de dólares para investigadores da Michigan State University desenvolverem uma vacina contra o cancro que use uma partícula como um vírus para desencadear respostas de imunidade.

A abordagem desta equipa é usar uma partícula que se assemelha a um vírus e que desencadeia respostas de imunidade anti-cancro por parte das células. Numa primeira fase, a vacina vai ser testada em animais, mas o objetivo é desenvolver um tratamento aplicável a humanos também.

A equipa da Michigan State University explica que a vacina tem duas grandes componentes: as partículas Qβ que se assemelham a vírus e que alertam o sistema imunitário e os TACAs, de tumor-associated carbohydrate antigens, que são estruturas únicas presentes em algumas células cancerígenas, mas não nas células saudáveis, explica a Futurism. Estas duas partículas trabalham em conjunto para ensinar às células imunes que tudo o que seja encontrado com TACAs deve ser destruído, construindo assim, em teoria, uma defesa. «A nossa vacina reduz o crescimento do tumor e protege o hospedeiro contra os novos desenvolvimentos do cancro», disse Xuefei Huang, que está a coordenar o estudo. Os investigadores querem continuar a estudar a estrutura destas partículas para as modificar estrategicamente e reduzir a formação de anticorpos tóxicos e aumentar as células que combatem o cancro.

«Cancro espontâneo em cães e gatos é um bom teste para a abordagem desta vacina (…) isto é apenas um exemplo de como a medicina veterinária e a medicina humana podem beneficiar-se uma à outra», explicou Vilma Yuzbasiyan-Gurkan, outra investigadora.

Fonte: Exame Informática / EB

Share.

Sobre o autor

Eliseu Augusto Botelho é jornalista da Televisão Pública de Angola desde Dezembro e 1999. Foi editor do 1º Jornal e do Jornal Nacional, ambos na TPA2 e Coordenador do Jornal da Tarde e co-coordenador do Telejornal, ambos na TPA1. Já foi chefe de redacção do Centro de Produção da TPA em Caxito-Bengo. Actualmente exerce a função de jornalista na Direcção de Multimédia da TPA, cuja tarefa é gerir os conteúdos publicados nas várias páginas do facebook da estação e no seu site oficial. Tem o curso médio de Jornalismo do IMEL e várias formações em Angola e Portugal com professroes, Angolanos, Brasileiros e Portugueses. É licenciado em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Relações Internacionais, afecto ao Ministério das Relações Exteriores da República de Angola.

Deixar uma resposta