UNITA exige mais atenção ao Ensino

0

A UNITA reafirmou, esta quarta-feira, que o Governo precisa de continuar a investir no sector da educação, e reforçar a dotação do Orçamento Geral do Estado (OGE) para esse sector.

Conforme o deputado Raul Danda, que intervinha numa conferência de imprensa, para abordar o estado da Educação e do Ensino em Angola, este sector constitui “o principal pilar para qualquer avanço”.

Segundo o parlamentar, o partido que suporta o Governo angolano (MPLA) tem concebido bons planos no domínio da Educação e do Ensino, “mas peca na implementação”.

Afirmou, a título de exemplo, que as “previsões constantes nos diferentes OGEs colocam Angola entre os países africanos que atribuem as mais baixas dotações orçamentais à Educação e à Saúde.

Sustentou que a SADC recomenda a atribuição de 20% do OGE à Educação, mas, no caso de Angola, só foram atribuídos 3.42%, em 2018, 6.46%, em 2019, e 4.52%, em 2020.

“Vejamos a distancia a que estamos dos preconizados 20%”, expressou o deputado, para quem o sector da Saúde tem tido, também, baixos orçamentos.

Durante a conferência de imprensa, o político abordou também a questão do regresso às aulas, tendo afirmado que o seu partido é favorável à reabertura das escolas.

Entretanto, afirmou que, na visão da UNITA, esse passo (reabertura das salas de aulas) só pode ser dado se houver rigor no cumprimento das medidas de biossegurança e fiscalização por parte do Governo.

Noutro domínio, Raúl Danda afirmou que, apesar da necessidade de restringir, diminuir despesas e poupar custos, em Angola ainda continua a haver “despesismo”.

A UNITA é o maior partido da oposição no país, tendo sido o principal adversário do partido no poder nas eleições de 1992, 2008, 2012 e 2017, todas elas ganhas pelo MPLA.

Fonte: ANGOP/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: