Última turbina de Laúca entra em serviço

0

A última turbina da Central principal do Aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca vai entrar em serviço comercial nesta quarta-feira (16), com uma potência unitária de 334 MW.

Segundo uma nota de imprensa do Gabinete de Aproveitamento de Médio Kwanza (GAMEK), que a Angop teve acesso, nesta terça-feira (15), o acto marca o aumento da capacidade de produção de electricidade no quadro da estratégia do Executivo, reflectida na criação de condições para melhoria dos indicadores económicos e do nível de vida dos cidadãos, podendo ser possível a integração deste activo na Rede Nacional de Electricidade Nacional.

O GAMEK  realça que a Barragem Hidroeléctrica de Laúca, cuja construção teve início no ano de 2013 com o desvio do rio, constituí uma das principais obras hidroeléctricas construídas na última década no continente africano, sendo apenas ultrapassada pelo Aproveitamento Hidroeléctrico da Grande Barragem do Renascimento Etíope.

O Aproveitamento Hidroeléctrico de Laúca conta com uma Central Principal com seis grupos geradores com turbinas do tipo Francis de eixo vertical, com uma potência unitária de 334 MW, o que totaliza uma potência instalada de 2004 MW e uma Central Ecológica com um grupo Francis de eixo vertical de 67 MW.

A gestão do projecto está sob responsabilidade do GAMEK, em representação do Ministério de Energia e Águas.

Paralelamente aos benefícios associados à produção de electricidade nas suas duas centrais, a barragem criou também um grande lago artificial no Médio Kwanza, que contribuiu para a regularização dos caudais naturais, adicionando valor para a exploração do Aproveitamento Hidroeléctrico de Cambambe e para os futuros empreendimentos económicos e sociais a construir na faixa entre Laúca e Cambambe.

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: