Turcos estão interessados na indústria têxtil

0

A empresa turca, Raff Military Textile, que se dedica à produção de equipamentos para as forças de defesa e segurança pretende instalar-se em Angola para oferecer resposta às necessidades locais e regionais em matérias de equipamento militar de alto padrão.

A entrada em solo nacional resulta da parceira económico-empresarial que estabeleceu com a empresa angolana Alaide Têxtil, através da Câmara de Angola-Turquia, segundo afirmações recentes à margem da reunião dos representantes destas instituições, em Luanda, com o ministro da Indústria e Comércio.
Victor Fernandes, na ocasião, manifestou a abertura de Angola, para acolher todo tipo de investimento que visa ajudar o Governo a alavancar o processo de diversificação da economia, aumentar a oferta de empregos e captação de divisas.

Os turcos comprometem-se, caso avancem, em adquirir matéria-prima (tecidos e outros) às empresas têxteis existentes no país, desde que a capacidade instalada responda às necessidades de produção.
Indianos nas contas
Num outro encontro, o ministro da Indústria e Comércio, Victor Fernandes, recebeu a embaixadora da Índia em Angola.
Pratibha Parkar manifestou, na reunião, a intenção de empresários do seu país participarem do concurso público de privatização de algumas empresas, uma vontade que se enquadra na visão do Governo indiano de diversificar a sua presença na economia angolana, que ainda é bastante dominada pelo sector petrolífero.

Da parte do ministro Victor Fernandes, a diplomata indiana ouviu de que o país está de braços abertos para acolher todos empresários que queiram contribuir para a diversificação da economia nacional.
“Angola está na fase de alteração da estrutura económica e gostávamos que os empresários indianos vissem o nosso país como um bom espaço para investimento, porque estamos a criar as melhores práticas para atrair os melhores empresários que possam investir cá fora do sector do petróleo”, referiu.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: