Trump prevê anunciar na próxima semana que 100% do EI foi vencido

0

O Presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou hoje que na próxima semana poderá dizer “formalmente” que a coligação internacional contra o Estado Islâmico (EI) conquistará aos ‘jihadistas’ 100% do território que dominaram na Síria e no Iraque.

“Deve ser anunciado formalmente, provavelmente na próxima semana, que ganhámos 100% do califado, mas eu quero esperar até que o anúncio oficial chegue”, disse Trump perante os 79 membros da coligação contra o EI, reunidos em Washington.

Até agora, de acordo com a aliança, o EI detinha 1% do território que conseguira controlar na Síria, mas o Presidente norte-americano garantiu que os radicais vão deixar a área.

As Forças Democráticas da Síria (FSD), uma aliança liderada por milícias curdas e o principal apoio da coligação na Síria, relataram nas últimas semanas o progresso contra os ‘jihadistas’ na província de Deir al Zur, no leste da Síria, o último reduto do EI.

A campanha contra este reduto ‘jihadista’, na margem oriental do rio Eufrates, começou em setembro passado.

“O califado do EI foi dizimado”, disse o Presidente norte-americano, acrescentado que “ninguém pensou que fosse possível fazê-lo tão rapidamente”.

Trump fez o seu discurso num auditório do Departamento de Estado perante representantes dos membros da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos e formada por 75 países e quatro organizações internacionais, que incluem a União Europeia, a Interpol e a NATO.

Os membros da coligação estavam sentados por ordem alfabética, à exceção do Iraque, cujo lugar estava à direita do dos Estados Unidos.

“Foi uma honra trabalhar com todos vós e continuaremos a fazê-lo porque, infelizmente (…), não importa quão brilhantes são nossos soldados, eliminando grandes e grandes secções, ainda há pequenas secções, o que pode ser muito perigoso”, salientou Trump.

Dessa forma, o presidente dos EUA admitiu que ainda haverá radicais, apesar de a coligação ter conseguido derrotar militarmente o EI e recuperar todos os territórios que o grupo tomou em 2014, quando proclamou o seu califado.

A coligação internacional contra o EI foi criada em 2014, tendo lutado contra o grupo terrorista na Síria e no Iraque.

Em dezembro, Trump anunciou a retirada dos cerca de 2 mil soldados dos Estados Unidos na Síria, afirmando que a saída seria imediata, mas posteriormente falou numa retirada gradual, embora não avançando prazos concretos.

Fonte: N. Minutos/LD

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: