Três conselhos para economizar água durante o duche

0

Tema cada vez mais comum na sociedade atual, a sustentabilidade incentiva tanto pessoas e empresas a comprometerem-se com atitudes amigas do ambiente – destacando-se sobretudo a economia da água, indispensável à vida na Terra.

Além de hábitos conscientes, existem algumas soluções que ajudam a melhorar a gestão de água consumida no dia a dia, principalmente na casa-de-banho, onde utilizamos a torneira no lavatório, chuveiro e o autoclismo com frequência.

A Meber Metais convidou a engenheira química especializada em gestão ambiental Juliana Ferrari Dal Piaz para reunir dicas que ajudam a otimizar a estrutura do casa-de-banho e diminuir o gasto de água.

Duração do banho

É verdade que o banho é um dos momentos mais relaxantes do dia, mas também é apontado como um dos grandes vilões do gasto de água. A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que a duração do banho ideal para um consumo consciente de água e energia é de até cinco minutos.

Também deve desligar o chuveiro nos intervalos em que aplica o champô, o sabonete ou o amaciador.

Torneira

Soluções funcionais são sempre bem-vindas para desenvolver um consumo consciente, principalmente quando unem eficiência de desempenho, material de qualidade e design. É importante escolher torneiras com um arejador economizador, um dispositivo que é capaz de diminuir em 50% a quantidade de água sem alterar a funcionalidade e conforto da peça. Isso porque o arejador mistura ar à água, reduzindo o consumo e direcionando o jato, o que mantém a sensação de volume.

“As torneiras automáticas são uma ótima opção, já que podem ser acionadas manualmente (basta apertar o botão), e ficam abertas por um tempo fixo determinado e fechando-se sozinhas, e as torneiras eletrónicas, que possuem sensor de presença e abrem e fecham sozinhas, mediante a aproximação das mãos em relação à torneira. Essas soluções também são perfeitas para lavatórios em ambientes comerciais, onde há uma grande circulação de pessoas”, refere Juliana.

Fluxo da descarga

Atualmente não há qualquer motivo para não escolher descargas com válvulas de diferentes intensidades (geralmente dois botões que libertam mais ou menos água e que o utilizador aciona conforme a necessidade de uso). Esses sistemas são acessíveis, eficientes e eco-friendly.

Fonte: N. Minutos/LD

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: