Tomar este medicamento durante a gravidez reduz QI das crianças

0

Os especialistas apuraram ainda que aquela droga aumenta igualmente o risco de desenvolvimento de hiperatividade e de autismo e que os bebés expostos ao paracetamol durante a gestação apresentavam ainda maiores dificuldades na fala.

Uma equipa de investigadores da Universidade de Harvard e de outras instituições de ensino superior norte-americanas, observou 150 mil mães de todo o mundo e os respetivos bebés.

Durante a pesquisa, os académicos registaram um decréscimo de três pontos no QI de crianças com cinco anos de idade cujas progenitoras tinham tomado paracetamol com o intuito de aliviar a sensação de dor, não tendo febre.

Adicionalmente, os investigadores apuraram que as crianças expostas aquela droga no útero apresentavam maiores dificuldades no desenvolvimento da fala.

Os dados apurados levantam preocupações de que o paracetamol possar ser responsável por alterar o equilíbrio de várias hormonas fundamentais ainda no útero.

Os médicos comummente recomendam que as gestantes evitem a toma de fármacos, especialmente durante os três primeiros meses da gravidez.

Todavia, em caso de necessidade o paracetamol é considerado geralmente como um tipo de medicação segura.

No estudo publicado no periódico científico Hormones and Behaviour, os investigadores alertaram: “as mulheres grávidas devem ter em atenção o uso indiscriminado deste tipo de fármaco”.

Fonte: Lifestyle ao minuto/BA

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: