Soares guiou o rolo compressor que ‘esmagou’ Arouca rumo ao topo

0

FC Porto goleou arouquenses por 4-0, ocupa, à condição, o primeiro lugar do campeonato e visita Juventus com a motivação em alta.

‘Soares’ e ‘golos’ são, neste momento, palavras que andam tão ou mais agarradas do que

Os dragões somaram, em Arouca, a nona vitória consecutiva para o campeonato, resultado que lhes permite ultrapassar, à condição, o Benfica na liderança. Já o avançado brasileiro, bisou e elevou para nove o número de golos em apenas sete jogos de dragão ao peito. É obra.

Uma certeza chamada Soares, uma arma secreta chamada Jota

Após golear o Nacional por 7-0, os dragões somaram nova vitória por uma diferença avultada (4-0). Mas, mais do que uma equipa asfixiante, este FC Porto é um conjunto que sabe atacar com critério e não precisa de muito para fazer mossa.

Na primeira parte, os azuis e brancos tiveram três oportunidades flagrantes para marcar e fizeram-no por duas vezes, por intermédio de Danilo e Soares. Só o poste, num lance comandado pelo brasileiro, impediu um registo perfeito.

No segundo tempo, em quatro remates direcionados à baliza de Bracali, o FC Porto marcou dois tentos. Um deles (novamente) por Soares, o outro por Diogo Jota, que tinha sido lançado segundos antes por Nuno Espírito Santo.

O avançado cedido pelo Atlético de Madrid já é, de resto, o jogador da I Liga que mais golos marcou saindo do banco (três), a par de Tiago Caeiro, do Belenenses.

Fonte: NM / EB

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: