Sistema Solar terá segundo Sol

0

A anã laranja Gliese 710 cruzará as fronteiras gravitacionais de nosso Sistema Solar dentro de cerca de 1,3 milhões de anos, segundo informa um relatório publicado por pesquisadores da missão Gaia da Agência Espacial Europeia.

De acordo com os astrofísicos europeus, a estrela se aproximará a apenas cerca de 16.000 unidades astronômicas do Sol, o que equivale à distância entre o Sol e a nuvem de Oort, localizada na área mais remota do Sistema Solar.
A aproximação entre essas duas estrelas provocará o aparecimento de flutuações gravitacionais das órbitas dos cometas que se encontram dentro da nuvem de Oort, enquanto algumas delas serão movidas para o interior do nosso Sistema Solar. A “visita” de Gliese causará a maior perturbação gravitacional da história.

A estrela Gliese 710 está situada na cauda da constelação de Serpens. É uma anã laranja do tipo K7V com uma temperatura efetiva de 4.130 K (cerca de 3.850 graus Celsius). Tem uma massa equivalente a 60% da do Sol e se move a uma velocidade de cerca de 50.000 quilómetros por hora, em comparação com a média de 100.000 quilómetros do Sol. Além disso, sua luminosidade é de 4,2 % da do Sol.

Fonte: Sputnik / EB

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: