Se está grávida, durma virada para o lado esquerdo

0

Qual o número de almofadas com que se deve dormir? ‘Aquele com que se sentir confortável’, disse-me uma vez um médico, no seguimento de uma conversa sobre dores de costas e mudança de hábitos de sono que garantam uma noite descansada.

Cada um tem os seus hábitos e preferências para que se durma melhor, mas e no caso das grávidas, em que a barriga parece crescer a cada segundo e impede ou dificulta a maioria dos movimentos? Nestes casos, há que saber ouvir os especialistas (bem como ignorar os ‘sábios’ conselhos de quem se acha no direito de opinar tudo na gravidez de outra mulher, um mal de que se queixam quase todas as grávidas).

Voltando à opinião argumentada dos especialistas, diz o Live Science que muitos são os médicos que têm defendido a que se durma exclusivamente viradas para o lado esquerdo, de forma a garantir que se preserva o fluxo sanguíneo ideal para o feto em crescimento que pressiona o útero gradualmente à medida que cresce.

Conforto da mulher à parte (sim, este não é o propósito por detrás deste conselho), é quando está deitada para o lado esquerdo que a grávida impede que o bebé pressione a veia cava inferior, algo comum no fim da gravidez, quando o feto já está muito pesado. Ora, a veia cava inferior é responsável por devolver o sangue da parte inferior do corpo ao coração, mas esta função é comprometida pela pressão que aumenta quando se deita de barriga para cima: menos sangue para o coração implica menos pressão sanguínea para a mãe e consequentemente menos oxigénio para o feto.

Por isso, esta deve ser a posição preferida, principalmente para mulheres que sofram de baixa pressão ou problemas de respiração como asma ou apneia. Mas a especificidade do lado esquerdo leva à questão: e porque não dormir do lado direito? Algo que a ciência ainda não responde por completo pela falta de justificação, embora tenha dados que comprovem os melhores resultados associados ao lado esquerdo.

Fonte: Lifestyle/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: