Refinaria do Soyo: Adiado anúncio da empresa vencedora

0

O Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos (Mirempet) adiou, para data a indicar, o anuncio inicialmente marcado hoje do vencedor do concurso para a construção da refinaria do Soyo.

A decisão, de acordo com nota de imprensa divulgada ontem pelo Mirempet, deve-se ao estado de emergência, que o país atravessa, com limitações na circulação de pessoas, no quadro da prevenção contra a pandemia do Covid-19.
“A Comissão de Avaliação do Concurso irá, em tempo oportuno, contactar os grupos empresariais com o objectivo de assegurar que as suas propostas e intenções continuam válidos”, lê-se no documento.
Em Janeiro, o Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos seleccionou nove das 31 propostas submetidas por concorrentes ao concurso público para a construção da refinaria do Soyo.
As empresas pré-seleccionadas são a SDRC, Jiangsu Sinochem Construction, Co, Quantem Consortium, CMEC, AIDA E VSF, Tobaka Investiment Group, Atis Nebest – Angola, Satarem, Gemcorp Capital e CPP. 
O secretário de Estado para os Petróleos, José Barroso, disse, por altura do anúncio das empresas pré-seleccionadas, que todas propostas vêm com a uma capacidade de refinar 100 mil barris de petróleo por dia, com a excepção da SDRC, que tem uma capacidade que vai até 120 mil barris por dia (bpd).
As nove propostas avançam prazos de implementação que vai de 16 a 40 meses, períodos tão díspares como os tipos de refinaria apresentados pelo concorrentes, que são de conversão profunda, modular, uma unidade atmosférica, nano cracking, processamento convencional moderna e conversão total. Nos dias 5e 6 de Março será feita a análise das propostas e no dia 31 de Março de 2020 será conhecido o vencedor, anunciou o secretário de Estado.
A construção da Refinaria do Soyo é parte de um programa que prevê, também, a edificação de instalações do género em Cabinda e Lobito.

Fonte: JA/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: