Recuperadas mais de 400 crianças com má nutrição

0

Quatrocentas e dezanove crianças, das 539 registadas, que padeciam de má nutrição severa, foram recuperadas no primeiro semestre do ano em curso, no Centro Nutricional Terapêutico, na cidade do Cuito, província do Bié.

Comparativamente ao mesmo periódo anterior houve, segundo dados da instituição, uma redução de 21 casos.

Em declarações à Angop hoje, quarta-feira, no Cuito, a responsável da unidade sanitária, Dulce Kufa, sublinhou que, por se tratar de uma doença assintomática, as crianças geralmente são tratadas por intermédio da alimentação, isto é, na fase inicial oito refeições por dia.

Na primeira fase, as referições são a base de leite “F75”, na segunda fase seis refeições diárias (F100) e na terceira fase o plapinat (alimento rico em nutrientes).

A responsável, que não revelou o número de óbitos, informou o registo de 26 casos de abandono, menos 13 em relação ao ano de 2018.

As mortes, cujos números não foram revelados, resultam de complicação da má nutrição associada coma  malária grave, VIH/Sida, tuberculose, tendo apelado aos pais e encarregados de educação a evitarem o desmame precoce, principal causa da patologia.

Com capacidade de 45 doentes, actualmente estão internados 30 menores.

O Centro de Nutrição Terapêutico (CNT) do Cuito tem o apoio do Governo, Fundo das Nações Unidas para à Infância (UNICEF).

Fonte: Angop/JS

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: