Quando vamos voltar ao normal?

0

 

A Ipsos publicou recentemente um inquérito, efetuado em 30 países – do qual o seguinte gráfico do Statista oferece uma seleção -, com o qual procura conhecer a perceção do público sobre a possibilidade de atingir a nova normalidade nos próximos meses. Nos 30 países considerados no estudo, em média, 59% dos pesquisados ​​acreditam que é viável retornar a uma vida semelhante à que viviam antes da pandemia nos próximos 12 meses. Os países com campanhas de vacinação mais avançadas, como Reino Unido, Estados Unidos ou Chile, ficaram acima da média. No entanto, isso é algo que os espanhóis não veem possível naquele período de tempo, já que quase metade (45%) considera que demorará mais de um ano para retornar à situação anterior ao coronavírus. Isso coloca a Espanha como o segundo país europeu mais pessimista em termos de retorno à normalidade, atrás apenas da Itália (47%). França (44%), Turquia (44%), Coréia do Sul (45%) e principalmente Japão (66%) são os outros países do estudo onde uma maior percentagem de entrevistados acredita que o impacto das restrições em suas vidas diárias será duram mais de 12 meses. Dos países latino-americanos incluídos no estudo, o Peru (34%) tem a maior proporção de pessoas que acham que o retorno à normalidade levará mais de um ano para ocorrer, enquanto o Brasil (29%) é o que tem a menor. apesar de ser o terceiro país do mundo com mais casos registrados de COVID-19 e o segundo em número total de óbitos. Não surpreendentemente, a China é um dos países mais otimistas da pesquisa. 17% dos entrevistados chineses disseram que sua vida já havia voltado ao normal, enquanto 60% acreditavam que COVID-19 será uma coisa do passado dentro de um ano.

Fonte: https://es.statista.com

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: