Os Estados Unidos anunciaram um financiamento adicional de 3 milhões de dólares para acelerar os projectos de remoção de minas em Angola levado a cabo pelas organizações não governamentais The Halo Trust e pela Mines Advisory Group (MAG), anunciou a Embaixada daquele país.

O financiamento adicional, segundo uma nota à imprensa da Embaixada dos Estados Unidos em Luanda, ampliará as operações da The Halo Trust num projecto em curso, com financiamento dos EUA, permitindo que esta organização coloque duas equipas adicionais de remoção de minas e limpe outros oito campos minados considerados de alta prioridade no município de Cuemba (Bié).
Na província do Moxico, o financiamento apoiará a MAG a criar equipas de desminagem manual e mecânica para pesquisar e limpar nove campos minados considerados de alta prioridade nas comunidades de Luena, Luzi e Kamanongue. No total, o financiamento adicional de 3 milhões de dólares visa devolver 849.000 metros quadrados adicionais de terra minada para o uso produtivo.
Desde 1995, os Estados Unidos forneceram 131 milhões de dólares em assistência para a remoção humanitária de minas. Essa assistência resultou na destruição de mais de 26.000 minas terrestres, beneficiando directamente mais de 1,4 milhão de pessoas. Esse apoio para a remoção humanitária de minas também ajuda a criar oportunidades para o desenvolvimento económico, incluindo oportunidades para o ecoturismo no Okavango e outras regiões de Angola.

Fonte: JA/JS

Share.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: