Professora tem filho secreto com aluno menor

0

Laura Lynn Cross, uma professora norte-americana de 36 anos foi detida e está acusada de ter abusado sexualmente de um aluno menor durante três anos. O caso só foi investigado pelas autoridades depois de ser revelado que a docente engravidou do menor e que tinha tido o filho em segredo. O caso ocorreu no estado norte-americano do Ohio. O adolescente tinha 13 anos quando começou a fazer sexo com a professora de inglês. Laura convidava o aluno para sua casa, aliciando-o com a piscina que tem no quintal. Era aí que era consumados os abusos, que duraram desde Agosto de 2013 a Setembro de 2016. O pai do jovem acusa a escola de ter tentado abafar o caso e afirma que fez queixa à direcção várias vezes, nunca tendo sido ouvido. “Eles mantinham uma relação sexual e a escola fechou os olhos a todos os sinais”, diz o homem, que estranhou uma relação demasiado próxima entre a professora e o filho e fez logo queixa às autoridades, ainda durante o ano de 2012, antes dos abusos ocorrerem. Nunca foi aberto um inquérito e só em 2015 a docente apresentou a demissão da escola, mas os abusos continuaram. Na semana passada, o pai do aluno recebeu uma chamada anónima em que lhe perguntaram se já tinha conhecido o neto. O homem ficou em choque e contactou as autoridades. A polícia investigou e descobriu que Laura Lynn Cross tinha mesmo engravidado do aluno e tinha tido o bebé em segredo em 2015, altura em que deixou de dar aulas. A mulher foi agora detida e aguarda julgamento, acusada de vários crimes de abuso sexual de menores, sob uma caução de 85 mil euros. “Ela era professora, como é possível?! Para ficar excitada com crianças ela tem que ser doente. E a escola consentiu isto tudo. Disseram-me que o meu filho é que queria aquilo e não a denunciava, por isso não podiam fazer nada. É uma vergonha”, finaliza o pai do menor.
Fonte: CM/BA

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: