Primeiro navio hidrofólio de nova geração estreia na Rússia e pasma passageiros

0

Os construtores navais russos celebraram a cerimónia de lançamento à água do primeiro barco a hidrofólio Kometa 120M do projecto 23160. O navio pertence à nova geração de navios russos desse tipo.

O navio foi lançado à água em 20 de outubro de 2017 no estaleiro Vympel que faz parte do consórcio Kalashnikov e se situa na cidade russa de Rybinsk. Os especialistas russos consideram que é um navio de nova geração.

De acordo com a tradição, os construtores partiram uma garrafa de champanhe contra o casco do navio. A primeira mulher cosmonauta, Valentina Tereshkova, se tornou a madrinha do navio.

O Kometa 120M é o primeiro navio de passageiros produzido pela Kalashnikov. O navio foi projectado para transportar 120 passageiros pelas águas do mar Negro. Em breve, cinco navios serão construídos, e mais tarde, cerca de outros vinte.

Para a empresa de construção naval Vympel, este navio de passageiros inicia uma nova orientação na indústria de construção de navios civis, assegurou o director da empresa, Oleg Belkov.

Os fabricantes enfatizam que o Kometa 120M será um navio com alto nível de conforto para os passageiros devido a um mecanismo moderno para diminuir o balanceio. Além disso, o navio está equipado com controlo climático.

O Kometa terá autonomia de cerca de 370 quilómetros e uma velocidade máxima de cerca de 65 quilómetros por hora.

Fonte: Sputnik / EB

Share.

Sobre o autor

Eliseu Augusto Botelho é jornalista da Televisão Pública de Angola desde Dezembro e 1999. Foi editor do 1º Jornal e do Jornal Nacional, ambos na TPA2 e Coordenador do Jornal da Tarde e co-coordenador do Telejornal, ambos na TPA1. Já foi chefe de redacção do Centro de Produção da TPA em Caxito-Bengo. Actualmente exerce a função de jornalista na Direcção de Multimédia da TPA, cuja tarefa é gerir os conteúdos publicados nas várias páginas do facebook da estação e no seu site oficial. Tem o curso médio de Jornalismo do IMEL e várias formações em Angola e Portugal com professroes, Angolanos, Brasileiros e Portugueses. É licenciado em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Relações Internacionais, afecto ao Ministério das Relações Exteriores da República de Angola.

Deixar uma resposta