PR Português aconselha aposta na formação académica e profissional

0

 

Os jovens devem formar-se em várias áreas profissionais, dotando-se de conhecimentos que podem ser desenvolvidos em qualquer do país e do mundo, apelou, no Lubango, o Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa.

Numa aula magna sobre “Direito Constitucional” dirigida aos estudantes de direito da Faculdade de Direito da Universidade Mandume Ya Ndemufayo (UMN), afirmou que apostando na formação estarão em condições de serem mais altruísta e menos egoístas, mas trabalhadores e menos madraços,  a pensar menos nos interesses pessoais do dia-a-dia e a olhar mais para o futuro a curto, médio e a longo prazo.

Marcelo Rebelo de Sousa realçou que para a concretização deste desiderato, o essencial é conhecer a matéria sobre os cursos que vão escolher e a a realidade de cada umas das regiões onde forem desenvolver a actividade e, acima de tudo, aprender na escola a resolver os problemas.

Detalhou que não basta aprender uma lei, quando no primeiro e terceiro ou quarto ano já estar revogada, mas sim saber lidar com qualquer lei, do seu país ou de outro país, fazendo uma recepção crítica das mesmas, equilibrar-se afectivamente e não perder a capacidade de se viver.

Parceria Institutcional

O estadista destacou ainda a necessidade de se reforçar  o intercâmbio constitucional, com base na comparação da constituição de outras realidades, visando ter uma vasta noção do direito constitucional.

Para Marcelo Rebelo de Sousa, mais que perceber onde outros tiveram sucesso ou falharam, está a aprendizagem, por isso considera fundamental a experiência do diálogo entre constitucionalistas angolanos e portugueses.

Sublinhou ser da constituição que decorre o tratamento básico da organização económica, social e cultural e é garantia da própria constituição o seu respeito e o respeito pelas leis e pela vida como disciplina básica gerando uma contribuição para felicidade do maior número.

A UMN detém a presidência do conselho de administração da associação das universidade de língua portuguesa, existe a dez anos e conta com mais de dez mil estudantes distribuídos 33 cursos, incluídos os de graduação e pós graduação.

Fonte: Angonp/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: