Polícias agredidos à pedrada e a pontapés durante um cortejo fúnebre em Viana

0

Segundo fonte do Serviço de Investigação Criminal (SIC), o episódio ocorreu esta segunda-feira, 13, por volta das 13:00, quando, na Rua da Quinta Rita, junto ao campo da Dona Cândida, surgiu um acto de vandalismo e arruaça por parte de motoqueiros que encerraram ruas quando participavam num cortejo fúnebre de um motociclista que terá perdido a vida na sequência de um acidente.

“Durante o cortejo fúnebre, os dois agentes da PN, colocados no Posto Policial do quilómetro 14, interpelaram os motoqueiros por causa da desordem que se instalava na via pública”, disse o SIC, acrescentando que os agressores não gostaram da actuação dos efectivos da Polícia Nacional e acabaram por agredi-los minutos depois.

“Os agressores atearam fogo na motorizada de um dos polícias”, conta, salientando que um dos agentes da Polícia Nacional, conhecido por Sapalo, foi vítima do arremesso de um bloco de cimento que o atingiu na região da coluna e na perna, tendo sofrido lesões graves.

“O que obrigou a que o agente fosse socorrido e transportado para o posto médico do Comando Municipal da PN em Viana, e, devido à gravidade dos ferimentos, o agente foi depois encaminhado para o Hospital Militar Principal, onde está a receber assistência médica no banco de urgência”, explicou.

A fonte oficial do SIC adiantou ainda que da acção praticada pelos agressores resultou a detenção de cinco indivíduos implicados na referida prática criminal.

“Eles (os detidos) estão com idades entre os 19 e os 40, e são conhecidos por Neves, Chimuco, Sangue-Frio, Samy, e Moto”, afirmou, revelando que o SIC-Luanda está a desencadear diligências para localizar e deter outros integrantes do grupo.

Fonte: Novo Jornal/LD

Share.

Sobre o autor

Avatar

Eliseu Augusto Botelho é jornalista da Televisão Pública de Angola desde Dezembro e 1999. Foi editor do 1º Jornal e do Jornal Nacional, ambos na TPA2 e Coordenador do Jornal da Tarde e co-coordenador do Telejornal, ambos na TPA1. Já foi chefe de redacção do Centro de Produção da TPA em Caxito-Bengo. Actualmente exerce a função de jornalista na Direcção de Multimédia da TPA, cuja tarefa é gerir os conteúdos publicados nas várias páginas do facebook da estação e no seu site oficial. Tem o curso médio de Jornalismo do IMEL e várias formações em Angola e Portugal com professroes, Angolanos, Brasileiros e Portugueses. É licenciado em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Relações Internacionais, afecto ao Ministério das Relações Exteriores da República de Angola.

Deixar uma resposta