Piloto distraído com máquina fotográfica faz avião cair a pique com 187 passageiros a bordo

0

Um piloto da Força Aérea Britânica distraiu-se no cockpit de um avião com 187 pessoas a bordo e acabou por fazer com com a aeronave mergulhasse a pique cerca de 1300 metros em poucos segundos.

Segundo a acusação que enfrenta em tribunal militar, o tenente Andrew Townshend comandava um avião militar Voyager com 187 pessoas bordo em fevereiro de 2014, do Reino Unido para o Afeganistão, quando decidiu tirar umas fotografias.

O problema é que máquina terá ficado encravada entre o banco e um comando do avião, fazendo com que o piloto automático fosse desativado e a aeronave perdesse altitude de forma abrupta.

Segundo os relatos dos passageiros – militares britânicos – por momentos todos pensaram que iriam morrer e alguns deles acabaram por sofrer ferimentos por terem embatido no teto da aeronave.

Segundo a acusação, “a descida não foi anunciada e os passageiros sentiram ausência de peso, foram atirados contra o teto e pensaram que iam morrer. Isto aconteceu quando ele ia sozinho no cockpit. O co-piloto conseguiu voltar ao seu lugar e estava no teto do avião enquanto tentava voltar a controlar o avião com Townshend”.

Ainda segundo a acusação, o militar britânico não seguia concentrado no seu trabalho e tinha sido visto a tirar fotografias a outros aviões com que se ia cruzando. 14 militares ficaram com ferimentos graves, incluindo o co-piloto, que sofreu uma fratura nas costas, uma vértebra com um prolapso e problemas no sistema nervoso, revela o jornal britânico “The Telegraph”.

Na altura, o piloto disse apenas que não conseguia explicar o sucedido e, num relatório, atribuiu o problema a uma falha técnica do aparelho, que não foi encontrada quando o avião pousou na Turquia. Este descartar de culpas fez com que tenha agora de enfrentar um tribunal militar onde é acusado de perjúrio e declarações falsas, apesar de admitir conduta negligente em serviço.

Fonte: msn notícias/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: