Pense duas vezes antes de comprar carne moída de novo

0

Talvez você se lembre da revelação divulgada há alguns anos de que um hambúrguer do McDonald’s continha carne de centenas de vacas.

Esta prática, diferentemente do que muitos acreditam, não é exclusiva dos restaurantes de fast food.

Os supermercados usam “grandes distribuidores, onde meio quilo de carne moída pode conter a carne de até mil animais diferentes, por isso é impossível definir a origem dela,” disse Terry Ragasa, do renomado açougue norte-americano Sutter Meats, ao HuffPost.

“Eles dizem ‘carne fresca’, mas a prática habitual nos mercados é oferecer uma porção ‘fresca’ de algo que já foi previamente moído. A maioria dos lugares tem grandes sacos cheios de carne previamente moída. Os funcionários a moem novamente e marcam como ‘fresca,’” explicou Ragasa.

Na indústria alimentícia, a possibilidade de rastrear a origem dos alimentos é importante, pois ajuda a conter qualquer possível surto de doenças transmitidas através da comida.

É claro que nem todos os supermercados têm estas práticas ruins, mas pode-se assumir que elas são comuns em muitas das grandes cadeias, e acabam levando à redução dos preços da carne moída.

Se a ideia de comer carne moída ou hambúrgueres provenientes de centenas ou milhares de vacas é algo que lhe causa incômodo, o ideal é procurar um bom açougue, que moerá a carne fresca diariamente.

Além disso, é importante lembrar que a carne moída é mais susceptível a infecções causadas por bactérias por ter uma superfície de contacto maior.

“Um bom açougueiro buscará animais inteiros nas fazendas locais e moerá os músculos individuais de cada animal. Por isso, você entra num açougue e vê filés, peças inteiras de carne e carne moída e é tudo não apenas de uma mesma fazenda, mas também do mesmo animal”.

O preço, certamente, será mais elevado. Você decide o que prefere consumir.

Fonte: Yahoo/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: