O SEGREDO DOS FRUTOS SECOS NA CEIA DE NATAL

0

A ceia de natal envolve muitas tradições familiares. Algumas famílias têm suas próprias receitas secretas para a ceia, outras comem apenas os pratos natalinos tradicionais, mas independente do tipo de família, o que não pode faltar são os bons e velhos frutos secos.

Nozes, castanha, avelã, entre outros, além de serem deliciosos, são ingredientes especiais para sobremesas e acompanhamento na grande ceia e possui um significado importantíssimo para a data.

A apresentação de uma grande variedade de frutos secos no Natal é mais do que uma questão gastronômica.

Os frutos secos têm uma ligação muito forte e particular com o solstício do Inverno. Na antiga Roma, eram um presente habitual durante as celebrações eram especialmente apreciados pelas crianças, que os valorizavam como brinquedos ou como comida.

Os rapazes divertiam-se a jogar a berlinda com eles. Entre as classes sociais mais elevadas, os frutos secos tornavam-se mais especiais por serem cobertos de ouro, e estes frutos secos dourados serviam como presentes e como decorações.

Para os romanos, cada tipo de fruto seco tinha um significado especial. As avelãs evitavam a fome, as nozes relacionavam-se com a abundância e prosperidade, as amêndoas protegiam as pessoas dos efeitos da bebida. Por isso, os frutos secos que colocamos à mesa no Natal são mais do que simples alimentos, é um antigo costume romano que promete a ausência de fome, pobreza e protege contra os excessos da bebida.

Agora que você já sabe o real significado dessas delícias natalinas, o Grand Chef da Ilha preparou uma receitinha especial para incrementar o seu natal, deixando-o ainda mais especial!

Por: SM

Share.

Sobre o autor

Sandra Mainsel

Deixar uma resposta