O herói londrino que desafiou terroristas gritando por equipa de futebol

0

Chama-se Roy Larner, tem 47 anos e é um dos sobreviventes do ataque de Londres. É também um fã de futebol que admite que não pensou muito sobre a forma como enfrentou terroristas.

Larner estava no restaurante Black & Blue, um dos locais invadido pelos três terroristas de London Bridge.

O ataque acabaria por custar a vida a sete pessoas, deixando feridas outras 48. Larner é um dos 48 feridos, após ter sido esfaqueado oito vezes.

No momento do ataque, Larner enfrentou os terroristas que entraram armados com facas no restaurante onde estava. Fê-lo, porém, de forma curiosa.

“Eles tinham estas facas longas e começaram a gritar ‘Alá, Alá’. E depois ‘Islão, Islão’. Como um idiota, gritei-lhes de volta”, recorda ao The Sun a partir da cama do hospital. “Dei uns poucos passos atrás e disse-lhes: “Fuck You, I’m Millwall” (algo como: “Vão-se lixar, sou do Millwall”, uma histórica equipa de futebol londrina que milita nos escalões inferiores).

Com a sua atitude, acabou por atrair a atenção dos terroristas. Deu oportunidade a outras pessoas de fugirem do restaurante mas acabou por se ver sozinho contra os três terroristas. Eles estavam armados com facas, já ele contava apenas com os seus punhos. “Fiz o que tinha a fazer”, conta ao Daily Mail, ainda na cama do hospital.

A história de Larner é uma das que tem vindo a público e há até quem tenha criado uma petição online para este adepto do Millwall ser condecorado, tal como um crowdfunding, para pagar as despesas médicas de Larner.

E apesar dos ferimentos, os amigos de Larner parecem não ter perdido o seu sentido de humor. Eis Roy Larner, internado no hospital, com uma revista que os amigos lhe ofereceram com um curioso título: “Learn to run” (aprende a correr/fugir).

Fonte: Notícias ao minuto/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: