‘Nuvens do Juízo Final’ são oficialmente reconhecidas pelos cientistas

0

A Organização Meteorológica Mundial reconheceu oficialmente um tipo raro de nuvens e o incluiu na nova edição do Atlas Internacional das Nuvens.
O portal The Verge frisa que este tipo peculiar de nuvens, que formam silhuetas assustadoras (por exemplo, de rostos de pessoas) é conhecido já por muito tempo, mas até agora nunca fora propriamente estudado e descrito.

As pessoas pouco familiarizadas com a meteorologia ficam frequentemente amedrontadas com este fenômeno, já que ele é associado com o Juízo Final ou com uma invasão de extraterrestres.

Há mais de 9 anos, as nuvens “apocalípticas” atraíram a atenção do fundador da Sociedade dos Amadores de Nuvens, o escritor britânico Gavin Pretor-Pinney. No ano de 2009 ele propôs batiza-las como Undulatus asperatus (ondeado e colinoso, em latim) e inclui-las em uma classificação geral das nuvens.

O autor conseguiu o desejado apenas passados 8 anos. Em uma nova edição do atlas, as nuvens se chamam asperitas (aspereza em latim), já que por regra o nome deve ser um substantivo. Além disso, o atlas foi enriquecido por mais 11 tipos de nuvens — volutus, flumen, fluctus e outros.
O Atlas Internacional das Nuvens foi pela primeira vez publicado em 1896, sendo que última vez em que um novo tipo de nuvens foi adicionado se deu em 1951.

Fonte: Sputnik / EB

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: