Nova explosão no Sri Lanka perto da capital

0

Quatro dias após os ataques de Domingo de Páscoa no Sri Lanka, que causaram, até ao momento, 359 vítimas mortais (incluindo um português), foi registada esta quinta-feira uma nova explosão.

De acordo com a RT, que cita fontes oficiais, tratou-se de uma explosão não controlada mas que, apesar disso, não causou vítimas.

A explosão ocorreu perto de um tribunal, na cidade de Pugoda, a 40 quilómetros da capital Colombo.

A estrada para o aeroporto de Colombo foi temporariamente encerrada e os voos de saída cancelados devido à presença de um veículo suspeito na entrada do parque de estacionamento do aeroporto na manhã desta quinta-feira. Contudo, tudo voltaria à normalidade ao verificar-se tratar-se de um falso alarme.

Recorde-se que o Sri Lanka está em estado de emergência depois das várias explosões em igrejas e hotéis registadas no passado domingo, um ataque que já foi reivindicado entretanto pelo autoproclamado Estado Islâmico, depois de um grupo extremista islâmico local, o National Thowheeth Jama’ath, ter sido apontado como provável responsável.

Na terça-feira, recorde-se, o ministro da Defesa do Sri Lanka sugeriu perante membros do parlamento do seu país que o ataque concertado a igrejas e hotéis terá sido uma resposta a um outro atentado terrorista, que visou a comunidade muçulmana, em Christchurch, na Nova Zelândia. Esta, no entanto, é uma teoria que carece de evidências.

Certo é que as autoridades já reconheceram uma falha na segurança, por terem ignorado a ameaça de ataque terrorista no passado domingo. Na sequência disso, o Presidente do Sri Lanka pediu esta quarta-feira a renúncia do secretário de Defesa e do chefe da polícia nacional por as forças de segurança por não terem agido perante alertas sobre os atentados suicidas.

O porta-voz da polícia, Ruwan Gunasekara, informou que foram detidos mais 18 suspeitos de ligação aos atentados, elevando o total para 58.

Fonte: NM/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: