Noiva mata-se com vinagre após ser forçada a fazer teste de virgindade

0

Rajabbi Khurshed, uma jovem de 18 anos, estava casada há pouco mais de um mês quando cometeu suicídio. A mulher, natural do Tajiquistão, bebeu uma quantidade letal de vinagre e acabou por morrer no hospital. Rajabbi estava profundamente deprimida, depois do marido, Zafar Pirov, a ter obrigado a submeter-se a vários testes de virgindade. O casamento entres os dois foi combinado entre as famílias e os dois noivos submeteram-se aos testes médicos que são tradição no país profundamente conservador.

A jovem passou no teste de virgindade mas, após o casamento, o marido recusava acreditar que a mulher nunca tinha feito sexo, pelo que a obrigou a fazer mais dois testes iguais. Zafar, de 24 anos, continuou sem acreditar nos testes de virgindade e na palavra da mulher, pelo que a insultava regularmente e acabou por exigir uma nova mulher aos pais de Rajabbi, por considerar que a que lhe tinham entregue não era digna. Rajabbi confessou à família que “não conseguia aguentar mais a pressão das exigências do marido” e acabou por cometer suicídio. A família denunciou o caso às autoridades e Zafar Pirov foi detido. Está acusado de ser o responsável por levar a jovem Rajabbi ao suicídio e, caso seja condenado, pode ser condenado a uma pena de até oito anos de prisão.

No entanto, o homem já disse que tem um bilhete escrito por Rajabbi em que esta afirma que não casou virgem.
Fonte: Correio da manha/BA

 

 

 

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: