Mundial de Andebol tem nova bola

0

A X5000 é a bola oficial do 24º Mundial de Andebol em seniores femininos, que o Japão acolhe de 30 de Novembro a 15 de Dezembro, na cidade de Kumamoto.

A bola apresenta as cores da bandeira japonesa – vermelha e branca -, bem como o logotipo da competição e será utilizada em todas as competições oficiais da Federação Internacional (IHF), cujas réplicas começam a ser comercializadas no final deste mês.
A nova bola, de acordo com a empresa produtora, a Molten, empresa japonesa com sede em Hiroshima, permitiu projectar uma bola representativa da sua própria na-ção e é feita com material premium que oferece melhor controlo de bola, precisão e aderência, tornando-a adequada para competições de alto nível.
Trata-se do terceiro mundial sénior feminino em que a escolha da bola oficial recai para o mesmo produtor, após as edições de 2015 (Dinamar-ca) e 2017 (Alemanha).
“A X5000 Japan é um produto de alta qualidade e foi projectada para oferecer aos praticantes um melhor controlo, aderência e precisão. Esperamos que os atletas se sintam confortáveis no seu manuseamento. É nossa convicção que o jogo real só acontece quando bolas e equipamentos desportivos impecáveis permitem que os atletas realizem todo o seu potencial e maximizem o desempenho”, explicaram os responsáveis pela marca numa nota publicada no site da organização.
O Mundial do Japão tem como slogan “De mãos dadas, uma bola conecta o mundo”, simbolizando a união entre jogadores, técnicos, árbitros, pessoal médico e administrativo, adeptos, enfim, todas as pessoas que se identificam com a modalidade no globo terrestre.

Fonte: JA/LD

Share.

Sobre o autor

Avatar

Eliseu Augusto Botelho é jornalista da Televisão Pública de Angola desde Dezembro e 1999. Foi editor do 1º Jornal e do Jornal Nacional, ambos na TPA2 e Coordenador do Jornal da Tarde e co-coordenador do Telejornal, ambos na TPA1. Já foi chefe de redacção do Centro de Produção da TPA em Caxito-Bengo. Actualmente exerce a função de jornalista na Direcção de Multimédia da TPA, cuja tarefa é gerir os conteúdos publicados nas várias páginas do facebook da estação e no seu site oficial. Tem o curso médio de Jornalismo do IMEL e várias formações em Angola e Portugal com professroes, Angolanos, Brasileiros e Portugueses. É licenciado em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Relações Internacionais, afecto ao Ministério das Relações Exteriores da República de Angola.

Deixar uma resposta