Mulher voou 4.800 km na direção errada. United Airlines não viu bilhete

0

Lucie Bahetoukilae tinha um voo com destino a Paris, mas a falta de confirmação do cartão de embarque por parte da companhia aérea United Airlines levou-a a viajar até São Francisco, nos Estados Unidos, cerca de 4.800 km na direção errada.

A mulher em causa não fala inglês, apenas francês, e o anúncio das portas de embarque não foi feito na língua de destino do voo, o que levou Lucie a não entender e a manter-se na porta errada.

O sucedido aconteceu no dia 24 de abril mas só agora foi divulgado pela ABC. Diane Miantsoko, sobrinha de Lucie Bahetoukilae, explicou que se “o anúncio tivesse sido feito em francês, a tia teria mudado de porta de embarque”.

“Eles não prestaram atenção ao cartão de embarque. A minha tia podia ser uma pessoa qualquer. Poderia até ser uma terrorista e ter matado todas aquelas pessoas”, acrescentou, revoltada com o que aconteceu.

Um porta-voz da United Airlines falou em nome da companhia aérea e pediu desculpa pelo erro e pela “experiência inaceitável”, frisando que foi logo assegurado um voo de regresso a Paris e feito o reembolso do dinheiro.

Lucie Bahetoukilae chegou a Paris 28 horas depois do previsto, mas a United Airlines garante estar a trabalhar para que nada do género volte a acontecer.

Recorde-se que a companhia aérea está sob uma atenção inesperada desde que um passageiro foi expulso do voo com agressões, depois de não ter aceitado sair com uma indemnização pelo facto de o voo estar com lotação esgotada.

Fonte: msn notícias/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: