Mulher de 32 anos matou filha de quatro meses

0

Uma mulher de 32 anos assassinou a sua filha de apenas quatro meses depois de um desentendimento com o marido a quem acusa de ter um relacionamento extra-conjugal, disse ao NJONline fonte da polícia.

O crime ocorreu no município de Viana e segundo fonte do Serviço de Investigação Criminal (SIC) que solicitou o anonimato, a jovem aproveitou o momento em que o marido, de 34 anos, se ausentou de casa, para asfixiar a bebé até à morte.

Em seguida, segundo a mesma fonte, colocou o cadáver num saco de arroz, abandonando-a num contentor de lixo.

“Quando regressou a casa, o homem encontrou a esposa a chorar e com algumas roupas da bebé rasgadas”, disse a fonte, acrescentando que o progenitor não teve duvida que se tratava de um cenário de crime.

“Ele (o marido) ficou furioso com o desaparecimento da bebé e accionou a polícia. Tão logo os nossos colegas chegaram a casa do casal e em conversa com a mulher. Ela (acusada) revelou que matou a filha por ciúmes do marido e colocou o cadáver num saco de arroz, abandonando-a em um contentor de lixo”, explicou a fonte policial, revelando ainda que a mulher afirmou em depoimento que quis a separação, “mas antes tinha de matar a filha para ambos não terem mais nenhuma ligação”.

A fonte oficial do SIC-Viana fez saber ainda que os meios de socorro foram accionados, no entanto já nada foi possível fazer para salvar a bebé e o óbito foi declarado no local.

“A acusada está a ser indiciada por crime de homicídio voluntário e será presente ao magistrado do Ministério Público (MP) junto do SIC-Viana para os devidos procedimentos legais ao início da tarde de hoje”, afirmou, sublinhando que a investigação criminal solicitou o Hospital Psiquiátrico De Luanda (HPL) para avaliar o estado clínico da mulher.

Fonte: NJ/LD

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: