Moxico: Cândida Ilda Campos, especialista em saúde pública

0

Noventa e nove porcento dos casos de infecção por VIH/SIDA diagnosticados nos últimos tempos, na província do Moxico, ocorrem em pacientes das áreas urbanas afirmou nesta quarta-feira, no Luena, a especialista em Saúde Pública Cândida Ilda Campos.

A especialista divulgou o dado ao dissertar sobre o “papel da família na prevenção da gravidez precoce e casamento precoces”, na sessão do conselho provincial da família decorrido no Luena, referindo que no meio rural aparecem poucos casos.

“Aparece um ou outro caso de contágio mas é muito raro receber alguém da área rural que é seropositivo, isso é para ver como é que nós estamos”, disse, preocupada.

A igualmente cardiologista do Hospital Geral do Moxico defende que a população da área urbana deve ser mais sensibilizada e mais informada sobre a seroprevalência do Hiv/Sida, formas de transmissão e de prevenção.

“Não basta termos riqueza e irmos conquistar alguém. O marido já tem mulher em casa mais deixa a sua esposa e vai conquistar a do irmão na igreja, do vizinho, porque é bonita”, conta a especialista, lamentando que não obstante a promiscuidade sexual, a população não usa preservativos (camisinha).

Apelou a população a proteger-se desses mal que afecta as famílias e a sociedade no geral.

Sem revelar os números nem as áreas de jurisdição de pacientes infectados, limitou-se a dizer que a situação da seroprevalência é preocupante.

Fonte: ANGOP/BA

 

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: