Mogherini nomeia diplomata uruguaio como conselheiro especial

0

A chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Federica Mogherini, nomeou hoje o economista uruguaio Enrique Iglesias para seu conselheiro especial para a questão da Venezuela.

Em comunicado, a Alta Representante da UE para a Política Externa, salienta que a nomeação de Iglésias, um economista uruguaio nascido em Espanha e que foi ministro dos Negócios Estrangeiros do Uruguai, presidente do Banco de Desenvolvimento Interamericano e secretário-geral Ibero Americano, “irá permitir um envolvimento eleitoral e político reforçado e mais sustentado na situação na Venezuela”.

A nomeação de Enrique Valentín Iglesias García decorreu no âmbito dos trabalhos do Grupo de Contacto Internacional para a Venezuela, tendo este a responsabilidade de apoiar o trabalho da UE e do Grupo na procura de uma solução democrática para a crise na Venezuela.

O Grupo de Contacto Internacional integra a União Europeia (UE), oito países europeus (Portugal, Espanha, Itália, Reino Unido, Holanda, Alemanha, França e Suécia), e quatro países latino-americanos (Costa Rica, Equador, Uruguai e Bolívia).

A crise política na Venezuela agravou-se em 23 de janeiro, quando Juan Guaidó jurou assumir as funções de Presidente interino e prometeu formar um Governo de transição e organizar eleições livres.
Na madrugada de 30 de abril, um grupo de militares manifestou apoio a Juan Guaidó, que pediu à população para sair à rua e exigir uma mudança de regime, mas não houve desenvolvimentos na situação até ao momento.

Nicolás Maduro, 56 anos, no poder desde 2013, denunciou as iniciativas do presidente do Parlamento como uma tentativa de golpe de Estado liderado pelos Estados Unidos.

À crise política na Venezuela soma-se uma grave crise económica e social, que já levou a quase três milhões de pessoas a fugirem do país desde 2015, de acordo com dados das Nações Unidas.

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: