MINSA reforça apelo à doação voluntária de sangue

0

O Ministério da Saúde (MINSA) reforçou, neste domingo, o apelo para a consciencialização sobre a importância das doações regulares de sangue, como forma de se garantir a segurança nos procedimentos de transfusão sanguínea e incentivo a primeira doação.

Numa mensagem sobre o Dia do Dador de Sangue a que a ANGOP teve acesso, o departamento ministerial avança que a base de um serviço eficiente de sangue está na fidelidade das doações realizadas pelos dadores voluntários e regulares.

Conforme o documento, apenas um por cento da população angolana doa sangue, o que coloca o país aquém das metas da OMS, que está entre 4 e 5 por cento.

O MINSA destaca a necessidade de advocacia na promoção da campanha de incentivo global à dádiva de sangue, evidenciando-se, desta forma, o esforço do dador e o impacto da melhoria de saúde de toda comunidade.

Angola, com cerca de 30 milhões de habitantes, tem um número de dadores voluntários abaixo da média necessária – na ordem dos 20 mil.

Desse número, 90 por cento são familiares de pacientes com necessidades de transfusão sanguínea, de acordo com dados oficiais do Governo.

O banco nacional de sangue necessita de 300 mil dadores voluntários, para colmatar o défice nesta área e melhorar a assistência às unidades sanitárias.

Angop

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: