Ministra da Cultura destaca papel de Zé Keno na preservação da música popular angolana

0

O papel do guitarrista José João Manuel “Zé Keno” na preservação e divulgação da rítmica nacional, particularmente do semba, mereceu neste sábado elogios da ministra da Cultura, Carolina Cerqueira.

Em nota de condolência pelo falecimento do líder do agrupamento Os Jovens do Prenda a que a Angop teve acesso, a ministra avança que Zé Keno “imortalizou” a música angolana ao longo dos anos 70 e 80 com a produção de grandes referências musicais no mercado nacional.

Autor de sucessos como “Patos Fora”, “Filho Doente”, “Pangue Yami”, “ Por do Sol”, “Hukeba”, “Mama”, “Desespero” e “Nova Cooperação”, Zé Keno, de acordo com Carolina Cerqueira, deixa um legado e um exemplo que deve ser seguido pelas novas gerações, para que a música angolana continue a trilhar o caminho de sucesso.

“Aos longos dos anos de carreira, Zé Keno não só se destacou como líder de Os Jovens do Prenda como também um transmissor e defensor da Música Popular Angolana, procurando, desta forma manter bem viva as raízes musicais angolanas com a passagem de conhecimentos as mais novas gerações”, lê-se na mensagem.

Nascido, em Malanje, a 15 de Dezembro de 1950, Zé Keno foi o principal protagonista da trajectória dos Jovens do Prenda que liderou com invulgar mestria, 4 gerações, tendo iniciado, oficialmente, a carreira musical, ao fundar o conjunto, em 1968, juntamente com Chico Montenegro, Didi da Mãe Preta, Tony do Fumo, Augusto Chacaya, tendo ainda como co-fundadores Kangongo, Mingo e Verry Inácio.

Fonte: Angop/BA

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: