Michael doou a medula óssea para salvar os irmãos. “Sou um super-herói”

0

Santino e Giovanni têm apenas quatro meses. Foram diagnosticados com uma doença rara e precisavam de um transplante de medula óssea. Encontraram o dador, e herói, no seu irmão mais velho, de apenas quatro anos, Michael.

A doença já não era novidade para esta família natural de Filadélfia, nos Estados Unidos. Um outro filho de Robin Pownall e Michael DeMasi, hoje com nove anos, já tinha sofrido da mesma doença. Estes pais sabiam, à partida, que os seus outros filhos poderiam ser vítimas de granulomatosa crónica, uma doença em que o sistema imunitário é bastante afetado.

Quando saíram os resultados das análises feitas ao filho Michael, o casal percebeu que poderia estar aí a chave para salvar os gémeos. Falaram com o filho e, segundo o Washington Post, este aceitou de imediato.

Michael sabia que lhe seria injetada uma agulha gigante para retirar a medula óssea e que depois as células seriam transplantadas para os irmãos. Em momento algum a criança deixou que o medo tomasse conta de si.

A operação foi realizado no passado mês de fevereiro. Tudo correu bem e, dois meses depois, Santino e Giovanni regressaram a casa. Michael vestiu uma t-shirt de super-herói e, num vídeo publicado nas redes sociais, é possível vê-lo a brincar com os irmãos.

“Podes contar-me o que fizeste pelos teus irmãos pequeninos?”, perguntou a jornalista do Washington Post. “Salvei-os, porque sou um super-herói”, respondeu Michael.

Fonte: NM/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: