Médicos removem tumor raro de menina graças às redes sociais

0

Porque as redes sociais não servem apenas para fazer gostos.

Melyssa Braga é uma menina brasileira de três anos cuja vida foi salva graças a uma equipa de médicos norte-americanos.

Tudo começou quando os pais da menina, que vivem em São Paulo, usaram as redes sociais para pedir ajuda. Em causa, um tumor que se estava a apoderar do rosto de Melyssa. A imprensa brasileira deu a conhecer o caso ao mundo e foi assim que o médico Celso Palmieri Jr. Da Universidade do Louisiana, nos Estados Unidos, ficou a par do que estava a acontecer.

“Enquanto lia mais sobre a sua história apercebi-me de que o nosso departamento podia ajudá-la, especialmente o doutor Ghali. Por essa razão enviei-lhe a história da menina e falei com ele”, contou à CNN o professor assistente em cirurgia oral e maxiofacial.

A história de Melyssa não deixou o especialista insensível que logo desenvolveu esforços, junto de uma organização sem fins lucrativos, para que fosse possível levar a menina de três anos e os pais para os Estados Unidos a fim de ser operada.

E assim foi. Um mês depois, Melyssa já estava nos Estados Unidos. O médico Ghali diagnosticou-lhe um mixoma, um raro e agressivo tumor que, nas suas palavras, é “benigno e não-cancerígeno”.

“O tumor estava a ‘comer-lhe’ a mandíbula de um dos lados e já lhe tinha deslocado a língua, razão pela qual mal conseguia comer”, explicou o especialista à CNN que revelou também que os mixomas são mais comuns nas mulheres do que nos homens.

“Cerca de 10% dos mixomas são genéticos e a probabilidade de aparecerem é maior em pacientes mais novos”, acrescentou Lisa Babin, da LSU Health.

Fonte: NM/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: