Médicos devem abraçar profissão com humildade – defende Bastonário

0

Os médicos devem abraçar a profissão com humildade e atenção, porque lidam com pessoas debilitadas que necessitam de carinho, atenção e tratamento para devida cura, defendeu hoje, terça-feira , em Luanda, o bastonário da Ordem dos Médicos de Angola (OMA), Carlos Pinto de Sousa.

O bastonário Carlos Pinto de Sousa, que falava a Luanda Antena Comercial (LAC), em Grande Entrevista, considera que a medicina é uma vocação e a sua excelência vem da forma que se pratica o acto, logo a relação entre o médico e o paciente no ponto vista psicológico é sinonimo de uma cura e confiança eterna.

O responsável reforçou que  sucesso de qualquer tratamento no paciente passa pelo bom atendimento e confiança entre ambos, um elo que nunca pode acabar .

“Nos temos que ter a vertente de filantropia e de humanismo, pois nem tudo que se faz na área gere retorno, quando nos comprometemos em ser médicos é para salvar vidas e, por vezes, o  conforto, sigilo e confidencialidade nas consultas faz com que o paciente sofra menos”, acrescentou.

Disse acreditar que a maior parte dos médicos no país trata os seus pacientes de forma humana e para os que ainda não o fazem deve-se ajudar a cultivar esses valores diariamente.

Para si, a  pior coisa para um médico é não conseguir salvar vida, salientando que a medicina é  uma ciência que não é exacta,  há viabilidade biológica,  por isso acontece coisas que ultrapassa e deve-se ser humildes para reconhecer isso.

 

Fonte: ANGOP/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: