Mangostão: por que você deve adicionar esta fruta na dieta-

0

Mangostão, mangostim, Garcinia mangostana L. Estes são os nomes usados para definir uma fruta de sabor doce e picante que, curiosamente, se tornou a fruta preferida da rainha Vitória, rainha da Inglaterra. Encontrada em vários países, ela também é cultivada em território nacional – especialmente na Bahia (safra de março a abril) e no Pará (safra de janeiro a abril). Portanto, aproveite a época desse fruto e colha os benefícios de se ter uma fruta altamente saudável na sua dieta.

Essa fruta de cor roxa e polpa branca é riquíssima em antioxidantes e polifenóis, que em geral são derivados da presença de xantonas. Quanto às suas propriedades medicinais, já foram reportadas ação antioxidante, antifúngica, antibacteriana, anti-HIV, bem como propriedade anti-inflamatória. Sugere-se que as xantonas, compostos presentes neste fruto, podem se tornar uma valiosa ferramenta terapêutica no combate ao câncer e na progressão do vírus da AIDS.

Numa última pesquisa feita em 2018 por pesquisadores da Sapienza University of Rome, concluíram que o mangostão pode representar uma alternativa para tratamento da obesidade. Após 26 semanas de acompanhamento, a utilização do mangostão foi associada a diminuições mais significativas da insulina plasmática, índice HOMA-IR, que são marcadores do diabetes, e redução também de PCR e fibrinogênio, que são marcadores de inflamação cardíaca, além de aumento significativo nos valores de HDL colesterol, que é o bom colesterol. Sendo assim, podemos concluir que ele também é um aliado no emagrecimento.

Não há ainda relatos sobre seu efeito colateral, principalmente no consumo da fruta in natura. Se for cápsulas de manipulação, o tratamento deve ser feito com acompanhamento de médico ou nutricionista.

Se você deseja experimentar a fruta, saiba que o mangostão pode ser consumido sem casca, apenas ingerindo a polpa branca; adicionando-o a saladas; preparando geléias; ou em suco.

TPA com MINHAVIDA/SM

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: