Madonna começa hoje digressão de concertos “raros e intimistas

0

A digressão ‘Madame X’ começa com uma série de 17 concertos no BAM Howard Gilman Opera House, em Nova Iorque, e chegará à Europa só em 2020, a começar por Portugal, com oito concertos em janeiro, no Coliseu de Lisboa, praticamente já esgotados.

Nas últimas semanas, a produção da cantora, de 61 anos, tem revelado nas redes sociais imagens e vídeos dos ensaios, com a presença de bailarinos, alguns dos espaços cénicos e vários músicos, nomeadamente elementos da Orquestra Batukadeiras, de Cabo Verde, e o jovem guitarrista português Gaspar Varela.

A digressão devia ter começado no dia 12, mas foi adiada para hoje devido a problemas de produção, com Madonna a justificar que “Madame X é uma perfecionista e os seus fãs merecem nada menos que o melhor”.

Depois de Nova Iorque, a digressão ‘Madame X’ irá passar por outras cidades norte-americanas, entre as quais Chicago, Los Angeles, Las Vegas, Boston, Filadélfia e Miami.

Na Europa, a digressão arranca em Lisboa. Madonna tem marcados oito concertos no Coliseu de Lisboa: a 12, 14, 16, 18, 19, 21, 22 e 23 de janeiro.

Influenciada criativamente por ter vivido na capital portuguesa nos últimos anos, ‘Madame X’ — título do álbum lançado em junho -, é uma coleção de 15 novas músicas que “celebram o longo romance de Madonna com a música e cultura latinas, assim como com outras influências mundiais”.

Dino d’Santiago, Celeste Rodrigues, Fábia Rebordão, Ricardo Toscano, Gaspar Varela e as Batukadeiras de Cabo Verde são alguns dos artistas com quem Madonna se cruzou nos últimos meses de trabalho e de vivência em Portugal.

Feito com a colaboração do produtor francês Mirwais, o 14.º álbum de estúdio de Madonna inclui uma versão de ‘Faz gostoso’, da cantora portuguesa Blaya, que Madonna interpreta em português com a artista brasileira Anitta, e ‘Medellín’, um dueto com o músico colombiano Maluma.

Fonte: N.M/JS

 

Share.

Deixar uma resposta