Luanda regista uma redução dos crimes de violência doméstica nos meses de Janeiro a Maio

0

Os casos de violência doméstica reduziram nos cinco primeiros meses de 2020 na província de Luanda. A capital registou, de Janeiro a Maio, 366 casos, enquanto no mesmo período do ano passado foram assinalados 675 casos, revelou, esta segunda-feira, a delegação provincial de Luanda do Ministério do Interior.

Segundo dados do MININT em Luanda, foram registados 92 ofensas corporais, 68 casos de violência psicológica, 67 ameaças de morte, 20 de abandono de familiar, igual número de não prestação de alimentos, oito de fuga à paternidade e outros crimes enquadrados no âmbito da violência doméstica.

A faixa etária das vítimas é dos zero aos 13 anos, enquanto a faixa etária dos autores situa-se entre os 16 e os 65.

Em Julho do ano passado, a secretária de Estado para a Juventude de Angola, Guilhermina Fundanga, mostrou-se preocupada com o aumento de casos de violência doméstica.

“Em Angola, onde a maior parte da população é jovem, esse fenómeno tem provocado inúmeras consequências, não só a nível conjugal, mas também familiar, incluindo muitos crimes de natureza passional praticados de forma bárbara”, afirmou na ocasião, Guilhermina Fundanga.

A secretária de Estado para a Juventude referiu que estes comportamentos arruínam as estruturas dos relacionamentos, afirmando que o País precisa de jovens e de famílias estruturadas, ordeiras, coesas, harmoniosas e com cultura de paz.

Guilhermina Fundanga fez saber igualmente que no âmbito do Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018-2022, o Executivo “tem desenvolvido acções que visam promover a inclusão dos jovens na vida social, através da sua participação nas campanhas de solidariedade de combate aos males sociais”.

De recordar que só na Província de Luanda, no ano passado, foram registados cerca de 1.351 casos de violência doméstica.

Fonte: NOVO JORNAL

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: