Jovem brasileiro torna-se no primeiro negro da guarda de honra italiana

0

O Reggimento Corazzieri, a guarda de honra da Presidência italiana, tem um elemento que está a ser notícia.

Trata-se de um jovem de 27 anos que está a ser identificado na imprensa apenas pelas iniciais – N.T. – cuja história de vida não é fácil.

N.T. nasceu em Salvador, no Brasil, no seio de uma família pobre. Os pais, sem dinheiro para o criar, deram-no e à irmã para adoção a uma família italiana que vivia na Sicília, Itália.

As duas crianças mudaram-se para Itália em 1990 e cresceram na cidade de Caltanissetta.

N.T. cedo se interessou pelo desporto e, posteriormente, pela área militar, tendo ingressado nas Forças Armadas.

O jovem de origem brasileira não desistiu do seu sonho e acabou mesmo por conquistá-lo: fazer parte da guarda de honra do Presidente italiano.

Aos 27 anos, N.T. faz parte dos Corazzieri, a guarda que desde o século XVI sempre protegeu os reis e os presidentes do país.

“Ele quis alistar-se como forma de agradecimento ao país que o adotou. E com muita força de vontade e determinação superou todas as provas para se tornar um corazziere. Ele é um orgulho para a nossa instituição”, disse o coronel Alessandro Casarsa em entrevista ao portal G1 da Globo.

O militar revelou ainda que N.T. é o primeiro negro a fazer parte do conjunto Corazzieri e tudo graças à sua perseverança. “Ele foi o primeiro soldado negro a tornar-se corazziere, mas por mérito próprio e não em função da cor da sua pele. Nós não fazemos distinções de raça, religião, opiniões ou preferências sexuais”, explicou Alessandro Casarsa.

Fonte: Notícias ao minuto/BA

 

 

 

 

 

 

 

 

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: