Jardim do Livro Infantil movimenta mundo cultural

0

O secretário de Estado para as Indústrias Criativas, João Constantino, afirmou, nesta quinta-feira, em Luanda, o Jardim do Livro Infantil como uma janela destinada a levar as crianças ao mundo do imaginário e a descoberta de talentos para o mercado literário.

De acordo com o responsável, que falava sessão de abertura do Jardim do Livro Infantil, independentemente da idade, o livro, sobretudo o ilustrado, é o principal veículo pelo qual as crianças são introduzidas na arte.

João Constantino adiantou que a feira evidencia os esforços do governo de Angola no sentido de valorizar esse segmento, por contribuir no desenvolvimento cognitivo, emocional, estético e intelectual da criança.

“Este ano, para além das actividades habituais de feira, as crianças terão oportunidades de participarem em diferentes oficinas de artes, bem como testemunharem ao lançamento de novos livros”, realçou.

Já o director do Gabinete Provincial de Luanda da Cultura, Manuel Gonçalves, considerou que as crianças constituem prioridade absoluta nos programas do Executivo, no que tange a educação e formação.

Afirmou que a política da promoção do livro e da literatura aprovada pelo Executivo clarifica os procedimentos nas matérias relativas ao compromisso de assegurar uma educação virada para o conhecimento da ciência, da tecnologia e do domínio da informação universal.

Por seu turno, no Bié, o vice-governador para o sector Político, Social e Económico, Carlos Ulombe da Silva, afirmou que as crianças devem cultivar o hábito pela leitura, para que possam absorver, cada vez mais, conhecimentos.

O responsável solicitou também o apoio dos pais e encarregados de educação a fim de levarem os pequenos à feira, onde estão expostas cinco mil e 660 obras diversas de literatura infantil de renomados escritores como Octaviano Correia, Cremilda Lima, Grabriela Antunes, entre outros nacionais e estrangeiros.

Já na província do Namibe, a directora do Gabinete Provincial da Juventude e Desporto, Cultura e Turismo, Amélia Camunheira, aconselhou os pais e encarregados de educação para criarem momentos de atracção educativos, incentivando, desta forma, o amor ao livro e ao gosto pela leitura, símbolos nacionais e respeito aos mais velhos.

A feira do Jardim do Livro Infantil é uma iniciativa do Ministério da Cultura e conta com o apoio dos governos provinciais e do Instituto Nacional das Indústrias Culturais e Criativas (INIC).

Fonte: ANGOP/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: