Inundações deixam 88 famílias ao relento em Ombadja

0

Oitenta e oito famílias ficaram ao relento na comuna de Naulila, município de Ombadja, província do Cunene, devido a enchente da albufeira da barragem do Calueque.

A barragem é constituída por uma albufeira com a capacidade para armazenar 475 milhões de metros cúbicos de água.

As famílias afectadas viram os suas aldeias e lavras danificadas por estarem localizadas à beira da margem da Barragem do Calueque, ainda em construção.

Em declaração à imprensa local após visita de constatação às zonas inundadas, a governadora do Cunene, Gerdina Didalelwa, disse que as condições estão a ser criadas para o reassentamento destas em áreas mais seguras.

Informou que administração municipal de Ombadja está orientada a trabalhar na localização de terrenos paras as vítimas.

A governante garantiu às famílias afectadas apoios em chapas de zinco ou tendas para o seu abrigo.

Gerdina Didalelwa entregou bens alimentares como fuba, açúcar, sal e óleo alimentar..

A barragem do Calueque, por vezes referida como Açude do Calueque, é uma barragem construída no leito do rio Cunene, destinada à regularização fluvial e à captação de água para irrigação e abastecimento.

A estrutura situa-se nas imediações de Calueque, no município de Ombadja, província do Cunene, fronteira Angola/Namíbia, a 192 quilómetros a noroeste de Ondjiva.

Angop

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: