Insuficiência renal: Escassez de fármacos nos hospitais públicos obriga pacientes a gastar 325 mil Kz

0

Em todo o país há apenas 40 médicos especialistas e dez centros especializados. Ministério da Saúde promete um novo centro em Junho deste ano e outro em 2021.

Doentes que padecem de insuficiência renal (doença que provoca a falência do rim, condicionando-o a realizar as funções de filtração do sangue) queixam-se cada vez mais das dificuldades que encontram para o tratamento e aquisição de medicamentos.

Fármacos como prednisolona, rocaltrol, losartan, aranesp, renagel e comprimidos anti-hipertensivos estão cada vez mais caros e raros nas farmácias da capital, segundo constatou no local o Novo Jornal.
Fonte:NJ/EG

Share.

Sobre o autor

Eliseu Augusto Botelho é jornalista da Televisão Pública de Angola desde Dezembro e 1999. Foi editor do 1º Jornal e do Jornal Nacional, ambos na TPA2 e Coordenador do Jornal da Tarde e co-coordenador do Telejornal, ambos na TPA1. Já foi chefe de redacção do Centro de Produção da TPA em Caxito-Bengo. Actualmente exerce a função de jornalista na Direcção de Multimédia da TPA, cuja tarefa é gerir os conteúdos publicados nas várias páginas do facebook da estação e no seu site oficial. Tem o curso médio de Jornalismo do IMEL e várias formações em Angola e Portugal com professroes, Angolanos, Brasileiros e Portugueses. É licenciado em Relações Internacionais, pelo Instituto Superior de Relações Internacionais, afecto ao Ministério das Relações Exteriores da República de Angola.

Deixar uma resposta