ICCT lança Mega Campanha contra a doença do sono

0

Uma Mega campanha de rastreio da Tripanossomíase, vulgo doença do sono, terá lugar de 25 de Janeiro a Julho deste ano com o objectivo de examinar mais de 25 mil pessoas que vivem nas zonas endêmicas.

São províncias endêmicas o Zaire, Bengo, Cuanza-sul, Uíge, Malanje, Cuanza-norte e Luanda.

Em declarações à Angop hoje, segunda-feira, o director-geral do Instituto de Combate e Controlo das Tripanossomíases (ICCT), Josenando Teófilo, disse que foram criadas 14 equipas móveis com cada quatro técnicos munidos de microscópios e outros meios de diagnóstico.

Acrescentou que cada equipa será guiada no seu roteiro pelos dados epidemiológicos, sobretudo nas localidades onde são oriundos os doentes da doença do sono detectados nos últimos três anos.

Durante o rastreio, serão utilizados testes serológicos como primeira linha de acção no terreno e as equipas móveis deverão confirmar os seropositivos por intermédio de técnicas parasitológicas disponíveis e exequíveis no local.

Os doentes confirmados serão referenciados num Centro de Diagnóstico de Tratamento (CDT) mais próximo.

As equipas deverão ainda verificar a existência ou não de zonas infestadas nas localidades.

Em 2016 foram notificados 19 casos em pessoas que procuraram voluntariamente Centros de Diagnóstico e Tratamento.

De acordo com Josenando Teófilo, este número não reflecte a realidade no país, pois hoje, dia 23 de Janeiro, foi notificado um caso positivo na zona da Quiminha, no Icolo e Bengo, província de Luanda.

Frisou que esta Mega Campanha deverá encontrar mais pessoas infectadas, visto que a doença do sono é uma patologia negligência por muitos e com sintomas parecidos a outras parasitárias tropicais como, por exemplo, a malária.

Fonte: ANGOP/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: