Humpata realiza teste de peste suína africana

0

O Laboratório Regional de Veterinária da Humpata, Huíla, está a analisar amostras biológicas de suínos doentes, colhidas naquele município, na segunda-feira, para confirmar, ou não, a existência de peste suína africana na região, noticiou ontem a Angop.

O director do laboratório, Carlos Lino, realçou, em declarações à Angop, que, embora se tenha anunciado a prevalência da peste suína africana, ainda não há confirmação laboratorial da doença, pelo que não se pode aferir que se trata da doença, como avançaram “precipitadamente algumas pessoas.”
“O tipo de surto é uma coisa que está em dúvida ainda, mas os exames que estamos a realizar dir-nos-ão se a Humpata é ou não uma zona endémica”, frisou. Carlos Lino anunciou que técnicos do laboratório recolheram amostras em três localidades do município mais afectadas pela crise, nomeadamente Alto Bimbe, Neves e Onculuvala, e que os resultados poderão ser anunciados hoje ou, o mais tardar, na segunda-feira.
O médico veterinário sublinhou ontem que há seis dias não se regista mortes de suínos, um sinal de que os criadores acataram as medidas para travar a progressão da doença.
A chefe de secção municipal da Agricultura e Pecuária, Flora Fernandes, que há duas semanas revelou a morte de 1 200 porcos, admitiu que os números subiram, embora sem avançar detalhes. Frisou que está em curso um levantamento junto dos criadores para se confirmar o número total de perdas.
Perdas nas pocilgas

O município da Humpata, 22 quilómetros a sudoeste do Lubango, é o maior produtor de suínos e derivados da província, mas a doença, que desde Março ataca as pocilgas, coloca em risco as suas potencialidades nesse capítulo, pois a maior parte dos criadores foi afectada.
O criador Emerson Nandesifeny, na actividade há quatro anos, disse que a doença arrasou o curral que possui, onde pereceram todos os 53 animais ali alojados. A doença caracteriza-se por febre alta, com a morte do animal dois dias depois da aparição dos sintomas.

Share.

Sobre o autor

Avatar

Deixar uma resposta