Hospital dos Cajueiros regista 27 óbitos em consequência da malária em três meses

0

Hospital dos Cajueiros regista 27 óbitos em consequência da malária em três meses

O Hospital Geral dos Cajueiros, no município do Cazenga, em Luanda, registou nove mil e 502 casos de malária, que causaram 27 óbitos, durante o primeiro trimestre de 2017.

Comparativamente ao igual período de 2016, houve um aumento de 40 porcentos de casos.

De acordo com o médico de clínica geral dos Cajueiros, Sanda  Martins, as mulheres em estado de gestação e crianças dos cinco aos 14 anos de idade continuam a ser as principais vítimas da doença.

Precisou que o malária continua a ser a  principal causa de internamento e morbi-mortalidade, porque grande numero de doentes atendidos no hospital são portadores da doença.

Realçou a necessidade das pessoas recorrerem as unidades hospitalares, ao invés de fazerem a auto medicação.

“ Qualquer sintoma que seja, febre ou dores  de cabeça, as pessoas devem dirigir-se a uma instituição hospitalar. Para evitar a doença deve-se usar repelentes, mosquiteiros, evitar águas paradas e manter a higiene nos locais de residência”, apelou.

O Hospital dos Cajueiros é uma unidade sanitária de referência do II nível, tem capacidade de internamento de 230 camas, é dotado de áreas de medicina, pediatria, banco de urgência, cirurgia, ortopedia, RX, hemoterapia, bloco operatório, farmácia, consultas externas, obstetrícia, ecografia e estomatologia.

Cazenga, um dos nove municípios da província de Luanda, conta actualmente com os distritos urbanos do Tala-Hadi, Hoji ya Henda, Cazenga, 11 de Novembro, Kima-kieza e Calwenda.
Fonte: ANGOP/BA

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: