Hemoterapia de Ondjiva necessita de 272 bolsas de sangue

0

A hemoterapia de Ondjiva, província do Cunene, necessita de 272 bolas de sangue para preencher o stock, que neste momento possui uma quantidade insuficiente para atender as solicitações de 10 a 15 transfusões sanguíneas/dia.

A hemoterapia, localizada no Hospital Geral de Ondjiva, possui actualmente 28 bolsas, sendo que a sua capacidade de armazenamento de 300.

As 28 bolsas disponíveis neste momento foram doadas nesta quarta-feira, por igual inúmero de efectivos do Ministério do Interior no Cunene, no âmbito dos festejos dos 40 anos de existência do ministério, a assinalar-se a 22 deste mês.

A falta de sangue na hemoterapia de Ondjiva já se arrasta a algum tempo e para as transfusões que têm sido realizadas recorre-se aos familiares dos doentes.

Em declaração à Angop, a chefe da hemoterapia, Emília Vasconcelos, disse que antes dessa doação das 28 bolsas não havia sangue no banco, por isso é urgente que a sociedade em geral mobiliza-se neste nobre gesto de doação, uma atitude que pode salvar muitas vidas.

Informou que a hemoterapia tem cadastrados 200 doadores voluntários, que já algum tempo não doam sangue por motivo desconhecido.

A província do Cunene conta com duas hemoterapia, em Ondjiva e no hospital do Chiulo, município de Ombadja, para atender as 146 unidades sanitárias, entre as quais 41 centros de saúde, sete hospitais e 98 postos de saúde, assegurados por 77 médicos e 946 enfermeiros.

Fonte: Angop/LD

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: