Google passa a detetar automaticamente a localização do utilizador

0

A gigante anunciou que vai deixar de confiar nos domínios específicos de cada país para apresentar os resultados localizados. A alteração afeta a app da Google para iOS, a versão mobile e as Pesquisas e Mapas para desktop.

Assim, se o utilizador viajar para o Japão, mas continuar a usar o Google.com, vai começar a receber conteúdos, sugestões e anúncios indicados para o mercado japonês. Quando regressar ao seu país de origem, a transição é feita sem qualquer intervenção e passa a ver os conteúdos o seu país.

Apesar desta alteração, continua a existir a opção de se definir a região para a qual se quer ver os resultados, bastando ir a Definições.

Fonte: Exmae informática

Share.

Sobre o autor

Deixar uma resposta