General Diendéré é condenado a 20 anos de prisão por golpe de Estado no Burkina Faso

0

O Tribunal Militar do Burkina Faso condenou segunda-feira, a 10 anos de prisão o general Djibril Bassolé e 20 anos de prisão ao general Gilbert Diendéré, pela autoria do golpe de Estado abortado em Setembro de 2015, no país e serão igualmente destituídos das suas condecorações.

Por seu turno, foi aplicada a pena de cinco anos de prisão ao jornalista Adama Ouédraogo “Damiss”, de 11 anos as capitães Abdoulaye Dao, Zoumbri Oussène, 12 anos a Nébié Moussa Rambo e 15 anos a Roger Koussoubé Touareg, Mohamed Zerbo e Ali Sanou.

Mais de 80 pessoas, incluindo os generais Gilbert Diendéré e Djibril Bassolé, ambos próximos do antigo Presidente Blaise Compaoré foram julgados neste processo.

A 16 de setembro de 2015, soldados tentaram depor o regime de transição instaurado depois da destituição de Blaise Compaoré

Dint

Cirurgia de Bolsonaro faz Mourão cancelar viagem ao Reino Unido

Rio de Janeiro – O presidente Jair Bolsonaro (PSL) indicou, nas redes sociais, que deverá ficar “uns dez dias” afastado do cargo em razão de uma nova cirurgia.

Ao UOL, o médico António Macedo disse que “o presidente fará uma nova cirurgia para a correcção de uma hérnia incisional” no local das últimas intervenções cirúrgicas.

No próximo dia 6, completa-se um ano do ataque a facada sofrido pelo político durante a campanha eleitoral. A cirurgia será realizada no dia 8 no hospital Vila Nova Star, em São Paulo.

A necessidade foi constatada após uma consulta de rotina, quando o médico elogiou a saúde do presidente.

Fonte: Angop/LD

Share.

Deixar uma opinião

%d bloggers like this: